terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Pequenas Notas...

Bem, depois de quase 1 milênio sem postar aqui, resolvi fazer uma pequena postagem, algo que não foi criado por mim, mas se me der na telha posso comentar sobre o assunto lá embaixo. Bem, esses dias comecei a ler o livro "Walden II - Uma sociedade do Futuro"  de B.F. Skinner um livro que trata de psicologia e sociologia também, não é nenhum livro apenas para quem quer ser psicólogo ou sociólogo. Apesar de ter começado apenas agora a ler, achei-o bastante interessante. Nesse post vou ditar os 5 príncipios de Walden(livro escrito por Thoreau¹) e os 5 princípios adicionados ao de Thoreau por Skinner.


1) Henry David Thoreau (1817-1862), filósofo transcendentalista de Har-ward, viveu solitário durante dois anos às margens da lagoa Walden, em Concord, perto de Boston, Massachusetts. Defendia os direitos da pessoa humana e foi preso por se recusar a pagar impostos, um gesto de "desobediência política", em protesto contra a guerra com o México. Escreveu o livro "Walden" ou "A vida nos Bosques". (N. T.)


Principios de Walden

1. Nenhum modo de vida é inevitável. Examine o seu próprio de perto.
2. Se você não gosta dele, mude-o.
3. Mas não tente mudá-lo através da ação política. Mesmo que você consiga ganhar o poder, não poderá usá-lo mais sabia-mente que seus predecessores.
4. Peça somente que o deixem em paz, para resolver os seus pro-blemas a seu modo.
5. Simplifique suas necessidades. Aprenda como ser feliz com menos posses.


Como Skinner salientou, os principios de Thoreau era uma espécie de "Walden para um", um pensamento bastante individualista, então à esses princípios, Skinner adicionou os seguintes;

6. Construa um modo de vida no qual as pessoas vivam juntas sem brigar, num clima social de confiança ao invés de suspeita, de amor ao invés de ciúme, de cooperação ao invés de com-petição.
7. Mantenha esse mundo com sanções éticas brandas, mas efe-tivas, ao invés de polícia ou força militar.
8. Transmita a cultura eficazmente aos novos membros através de cuidados especializados às crianças e de uma tecnologia educacional poderosa.
9. Reduza o trabalho compulsivo ao mínimo, dispondo os tipos de incentivo sob os quais as pessoas apreciam trabalhar.
10. Não considere nenhuma prática como imutável. Mude e esteja pronto a mudar novamente. Não aceite verdade eterna. Experimente.


Então é isso, alguns talvez pensem que eu escapei um pouco do tema principal, mas se prestarem atenção, nem tanto. Se deseja uma sociedade justa, lute por ela, tenha seus próprios pensamentos, seus próprios princípios, suas próprias idéias, encontre pessoas que tenham princípios parecidos, e se juntem, formulem idéias, e tentem colocá-las em práticas. Para que pensar "não vai adiantar", por que não tentar e ver se dá certo? Talvez suas idéias não mudem o mundo, porém, se reunindo com outras pessoas, idéias são trocadas, pode-se escolher o melhor de cada uma, e então se formar uma idéia maior, com um propósito maior, e então assim, pode-se conseguir fazer alguma diferença. Não se deixe manipular por X e Y, fale e ouça, ensine e aprenda. Sem mais.

terça-feira, 16 de outubro de 2007

Qual é a nova? Um pouco sobre a mídia...




Hoje, vou falar um pouco sobre a mídia.Media(mídia), é um vocábulo latino, que significa "meio", importado para nossa língua pelo 
inglês, para nomear os meios de comunicação. O que vou tratar hoje é da comunicação em massa, que é o termo usado para a mídia, existem meios individuais, como é o caso do telefone. E quais são os meios de comunicação em massa? Televisão, rádio, internet, jornais, revistas. Vamos falar um pouco sobre a história da imprensa(veículos de comunicação que exercem o Jornalismo), o primeiro jornal regular foi o "Acta Diurna",  que o imperador Augusto mandava colocar no Fórum Romano. A públicação, gravada em tábuas de pedra havia sido fundada em 59 a.C. por ordem de Júlio César, trazendo a listagem de eventos ordenados pelo Ditador(termo usado na época). Na Roma Antiga e no Império Romano, a Acta Diurna era afixada nos espaços públicos e trazia fatos diversos, notícias militares, obituários, crônicas esportivas, entre outros assuntos. (fonte: Wikipedia)



Bem, nada como um pouco de história para introduzirmos algum assunto. É fato que desse tempo para os dias de hoje a imprensa passou por mudanças e mudanças, hoje é bem mais fácil você saber de alguma notícia, basta ligar a tv, ou acessar a internet a qualquer hora, que você tem acesso
à tudo que está acontecendo no mundo. Será que você tem acesso à tudo mesmo? Vamos usar um pouco da nossa imaginação, imagine você dono de alguma espécie de mídia, um canal de televisão, por exemplo.Estamos em época de eleições, você dá total apoio ao candidato X, você sabe que seu candidato está metido com todo tipo de ilegalidade, e o concorrente principal dele, é o candidato Y, um político um pouco "sujo" também, porém nem tanto quando o candidato X. O que você vai mostrar no seu canal? Todas as sujeiras do seu candidato, ou vai fazer de tudo para mostrar a "boa imagem" dele? E o candidato Y? Se ele é o principal concorrente do seu candidato, porque mostrar o lado "melhor" dele? Agora volte para a situação de telespectador, em que você está assistindo um certo canal, em que o candidato X é mostrado como o melhor ser humano, enquanto o Y é mostrado como corrupto, em quem você votaria? Lembrem-se que por trás de todo meio de comunicação existe um "poderoso chefão", ele controla o que pode ou não ser publicado/divulgado. Se algo pode prejudicar à ele, porque mostrar isto? Por que permitir que as pessoas possam ver, e logicamente, prejudicar sua imagem, ou a imagem de alguém próximo a ele? Se a empresa Z investe em meu canal, porque não falar mal da empresa W, à fim de prejudicar a mesma, e aumentar os investimos da Z em meu negócio? 
 
Pense um pouco nisso, assista um pouco à tv, veja o que estão mostrando, e passe a se questionar sobre algumas coisas e, se puder, pesquise um pouco mais sobre alguns assuntos. Vou encerrando por aqui, mas em breve estarei associando mídia e manipulação, e falar também sobre alienação.

Sejam bem-vindos.

domingo, 7 de outubro de 2007

Você sabe o que é manipulação?

Você sabe o que é manipulação?

Segundo o dicionário do nosso bom e velho idioma português, esta é a definição do verbo manipular:

Manipular v.t 1. Preparar com a mão 2. Preparar(medicamentos) com corpos simples.

Não vamos tratar aqui deste tipo de manipulação que aponta o dicionário, mas sim de manipulação mental e manipulação social - um pouco de manipulação em massa .

Mas o que é manipulação mental?


Manipulação mental é quando alguém, direta ou indiretamente, por meio de palavras, imagens, ações, ou qualquer outro meio de comunicação, acaba "influenciando" outras pessoas à agirem do modo que esse "alguém" deseja. Com certeza você já ouviu alguém dizendo: "Fulano é manipulado por sicrano", manipulações individuais são de pouca importância, uma hora ou outra o "sicrano" irá perceber o que está fazendo, e vai passar a deixar de ser manipulado, mas então porque falar de manipulação?
Bem, o que vamos tratar aqui é a manipulação em massa, o que eu quero dizer com isso? Vamos voltar ao exemplo acima, supondo que você, observando detalhadamente a pessoa que disse a frase em questão("Fulano é manipulado por sicrano"), reparou na roupa que a pessoa está vestindo, no seu calçado, no modo de pentear o cabelo, e ao reparar isso você percebe então que várias pessoas estão usando aquele mesmo tipo de roupa, o mesmo tipo de calçado, e até o mesmo  tipo de penteado. Mas por quê? A resposta: "está na moda". Então você se pergunta, "quem ditou essa moda?", até a semana passada a moda era o cabelo longo, porque agora a moda é o cabelo curto? Pesquisando um pouco mais você descobre que a mocinha da novela usa cabelo curto, então se ela usa é porque está na moda, e por estar na moda todas devem cortar o cabelo. Eis que olhando bem para a pessoa em questão, você se pergunta "Será mesmo que é fulano que está sendo manipulado por sicrano?".
Vamos voltar um pouco na linha do tempo, estamos na Idade Média, você sabe dizer se existia manipulação em massa nessa época? Não era aqui que as pessoas temiam bruxas, entre outros seres? "Bruxaria é coisa do demônio". Nessa época a manipulação era feita pela Igreja, que usava(e abusava) do medo que os fiéis tinham do desconhecido(os membros da Igreja eram "cultos", eles sabiam das coisas, os outros apenas deveriam escutar o que eles diziam, e obedecer suas ordens) para favorecer à si mesmos. Antes que digam algo, aqui não vamos discutir caráter religioso, usei isto apenas como exemplo. Vamos voltar um pouco mais no tempo até o Antigo Egito, onde o faraó era visto como um Deus na terra, seria mesmo isso em que os egípcios acreditavam? Ou será que alguém os fez acreditar nisso, para que o faraó tivesse poder quase que absoluto sobre a vontade das pessoas? Quem elas obedeciam? Porque faziam tudo o que o faraó, sua família, e os membros do clero mandavam?
Analisando esses fatos, agora eu lhes faço uma pergunta, hoje em dia ainda existe algum tipo de manipulação em massa? Me diga, a roupa que você está vestindo, você comprou porque gostou, ou foi porque "está/estava na moda"? Você prefere o que realmente te agrada, ou o que todo mundo está usando? Pense nisso...

Em breve estarei falando um pouco mais sobre manipulação, e falarei um pouco sobre a mídia também, à todos que visitam: "Sejam bem vindos".

Res, non verba(Fatos, não palavras): Em latim, significa que alguma situação necessita de ação e não de palavras.